MODA: Na chegada do inverno, Milon dá dicas de como vestir as crianças nos dias mais frios

Divulgação/Milon

Com roupas da marca, é possível montar um visual completo que combina e protege os pequenos nos dias mais gelados

 

Quando as temperaturas caem, muitas mães ficam em dúvida sobre como vestir corretamente as crianças no frio, para aquecê-las, permitir que tenham mobilidade e conforto para a rotina, ao brincar e fazer as demais atividades. Para isso, ter as peças certas é mais vantajoso do que apenas colocar casacos. Para manter as crianças aquecidas, pediatras recomendam o "método cebola", que consiste em criar camadas, assim como o legume, com as roupas com estabilizam e fazem a manutenção da temperatura do corpo infantil. Para auxiliar nessa questão, a Milon, marca que pertence ao Grupo Kyly, separou algumas dicas com base de peças de vestuário.

 

Primeira camada

A primeira camada faz o gerenciamento da umidade. Ela serve para manter o corpo seco e ajuda a regular a temperatura e, para isso, é recomendável a utilização de peças chamadas de "segunda pele". Tais opções são quentes e ficam justas ao corpo. Para essa finalidade, utilize a legging em molicotton, as blusas de manga comprida em cotton e em malha flamê, e os conjuntos peluciados. Já para os bebês, opções como body e calças em malha ou o macacão em suedine são uma ótima alternativa.
 

Segunda Camada

São as peças que vão reter o aquecimento, como as peluciadas ou em moletom, que são mais quentinhas e isolam o calor. A Milon, por exemplo, conta com conjuntos de moletom da coleção Outono e Inverno para essa camada, em diversas opções de cores, estampas e tamanho até o 14 para meninas e meninos, em modelos já com a legging, em calça comum ou formato saruel.

 

Terceira Camada

São as peças que irão proteger contra as ações da natureza, como o vento, e que vão dar o toque final em qualquer composição. Podem ser impermeáveis ou apenas em tecidos mais pesados, garantindo que o corpo fique seco e aquecido. Além desses fatores, opte por peças neutras e em cores escuras, que combinam com mais looks e são versáteis para o dia a dia.

 

Quarta camada

Por fim, nessa camada, os acessórios podem ser escolhidos conforme a necessidade de cada criança, sendo eles gorro, luvas, cachecol e meias, que garantem que as extremidades do corpo também fiquem aquecidas. Na Milon, são diversas opções com cores que vão agradar as mamães e as crianças.

 

Combine as camadas com um sapato, bota ou galocha e os pequenos estão prontos para diferentes ocasiões.

 

Sobre a Milon

No mercado desde 2006, a marca é conhecida pela inspiração francesa e estilo clássico, e veste desde bebês até o tamanho 14. Fabricados com tecidos e detalhes elaborados, os produtos Milon possuem alto valor agregado e excelente custo-benefício. A marca abriu a primeira loja da rede em 2010 em Joinville, Santa Catarina e, em 2017, ingressou no mercado de franchising. Atualmente, são 80 lojas físicas em operação, sendo 48 franquias e 32 lojas próprias. O investimento inicial para se tornar um franqueado é de R$ 350 mil, com prazo de retorno a partir de 24 meses.

 

Sobre o Grupo Kyly

O Grupo Kyly tem sede localizada em Pomerode, no interior de Santa Catarina, e é hoje a maior empresa de vestuário infantil do Brasil. Detentor de cinco marcas e parceiro de uma empresa de jeans infantil, o grupo possui produção anual de 31 milhões de peças e atua de forma verticalizada, contando com sua própria Fiação, a Fio Puro, considerada uma das mais modernas da América Latina e que opera com 100% da sua matéria prima sendo algodão brasileiro responsável. O grupo conta com mais de 11 mil clientes multimarcas e exporta para 36 países, além de forte presença no e-commerce próprio e nos principais marketplaces do país. Já no franchising, com a marca Milon, possui 80 lojas.

 




SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS







MAIS ACESSADAS NO SITE::

Moda sustentável: Qual a importância dela na atualidade ?

Tricot é tendência para 2022; saiba como usar e fazer looks arrasadores

Artistas e mundo da moda multiplicam possibilidades e ganhos no metaverso