ENTRETENIMENTO: WME reuniu 40 horas de conteúdo, sete shows gratuitos e atingiu 4 mil pessoas online e presencialmente

A audiência digital se espalhou por 10 países para assistir painéis com Karol Conká, Manu Gavassi, MC Carol, Titi Muller, Larissa Luz e mais

MC Carol e Karol Conká - Foto: Marina Smania
Karol Conká - Foto: Marina Smania

 
















 

Entre os dias 16 e 19 de junho, aconteceu a sexta edição da WME Conference -- a maior conferência brasileira voltada para o protagonismo feminino no mundo da música. Entre mais de 40 horas de conteúdo e comemorando o retorno ao presencial -- além do complemento da transmissão ao vivo para o site -- o evento trouxe nomes como Teresa Cristina, consagrada como madrinha da edição, Tulipa Ruiz, Letticia Munniz, MC Carol, Bebé, Aíla, Karol Conká, Carol Navarro, Karina Buhr, Manu Gavassi, MEL, BiVolt, Nicole Balestro, Titi Muller, Larissa Luz, Drica Lara, Paula Lima, Isadora Silveira , Alana Leguth, Letícia Tomás, Cristina Becker, entre outras artistas, convidadas e atrações especiais.

 

Com números expressivos, a conferência impactou mais de 2 mil pessoas presencialmente e bateu a marca de 5 mil visualizações na transmissão ao vivo pelo site. A audiência digital se espalhou por 10 países: Brasil, Estados Unidos, Coreia do Sul, Singapura, Espanha, Argentina, Áustria, Finlândia, Irlanda e Portugal.
 

Na quinta-feira, a festa de abertura esquentou a pista da Heavy House, em Pinheiros, com Rafa Jazz, Julia Weck, DJ Donna, Tati Laser, Carlu e Cecyza. O pontapé inicial no circuito phygital --que ocupou além da Heavy House outros quatro espaços por São Paulo --abriu alas para conversas importantes na Biblioteca Mário de Andrade no dia seguinte.
 

Manu Gavassi - Foto: Marina Smania

 

O destaque da sexta-feira, 17, ficou com o painel Discografia - Artistas contam sobre o processo criativo e estratégia de lançamentos de seus álbuns recém lançados com a participação de Manu Gavassi, que ao lado de Isadora Silveira, produtora executiva da F/Simas, e sob a mediação da jornalista e radialista Fabiana Ferraz, contou sobre o processo criativo de Gracinha. O álbum visual mais recente de Manu foi roteirizado como um conto e lançado pelo streaming da Disney Plus, uma superprodução que mobilizou mais de 200 pessoas em uma logística complexa durante a pandemia. Em 17 dias de produção em Ouro Preto (MG), Manu enxergou o trabalho como a construção de seu próprio legado como artista. "Gracinha é um passo para minha autonomia como artista", contou.


 

Teresa Cristina - Foto: Marina Smania

Teresa Cristina, madrinha da edição, participou de um Q&A emocionante com Claudia Assef, jornalista e fundadora do WME, no auditório da Biblioteca. A cantora e compositora de samba contou sobre suas influências musicais, um presente dos seus pais Luiz Alberto Gomes da Conceição e Hilda Macedo que sempre foram muito musicais e apresentarem a ela este universo. Na retomada das lembranças do início de carreira e da infância, a carioca se emocionou e encerrou o papo cantando Dona Ivone Lara, mais conhecida como a rainha do samba.
 

No terceiro dia de evento, o painel Mynd apresentou a influência digital como peça fundamental na construção da sociedade no âmbito da música, política, saúde, sexualidade e lifestyle, reuniu a modelo e apresentadora Letticia Munniz, Malu Barbora (diretora artística na Mynd, e diretora de marketing e novos negócios na LIGA), a apresentadora Titi Muller e a ex-BBB e professora Jessilaine em um papo. Falando sobre o mundo do marketing de influência, Jessi pontuou sobre sua experiência: "Hoje em dia as pessoas veem o poder da influência por causa da internet. Mas antes mesmo de eu entrar no BBB eu já era uma influenciadora. Eu sou professora e pra mim os professores são as grandes influências da nossa vida".
 

Jessilaine - Foto: Marina Smania


Também no sábado, a Biblioteca Mário de Andrade recebeu um dos painéis mais aguardados da edição: back to back entre Karol Conká e MC Carol, com a mediação da jornalista e apresentadora Didi Couto. A conversa sobre saúde mental passou por temas como relacionamentos amorosos, o retorno à vida real depois da participação de Karol no reality show há dois anos e claro, foi regada a uma risada que só uma conversa entre amigas poderia proporcionar.
 

O encerramento ficou a cargo também das duas cantoras, que ao lado de Kaê Guajajara animaram o evento celebrando o retorno ao presencial depois de dois anos do evento remoto.

 

Claudia Assef e Monique Dardenne, fundadoras do WME - Foto: Marina Smania

 

Todos os painéis ficarão disponíveis em breve para visualização para quem comprou o ingresso phygital da conferência. O conteúdo fica disponível por 30 dias após o final do evento.
 




 

Sobre o WME:

O Women's Music Event (WME) é uma plataforma de música, negócios e tecnologia criada para aumentar o protagonismo da mulher na indústria da música. Idealizada por Claudia Assef e Monique Dardenne em 2016, a plataforma estreou em março de 2017 com a WME Conference, em São Paulo, atraindo mais de mil pessoas em painéis de debate, workshops, shows e festas. Desde então, já realizou seis edições da WME Conference. Além da conferência, acontece anualmente a WME Awards by Music2!, premiação desmembrada em três frentes: categoria voto popular, categoria voto técnico e homenageadas pelo conjunto de sua obra. Desde 2019, o evento é transmitido pelo canal TNT.


 


SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS









MAIS ACESSADAS NO SITE::

Moda sustentável: Qual a importância dela na atualidade ?

Tricot é tendência para 2022; saiba como usar e fazer looks arrasadores

Artistas e mundo da moda multiplicam possibilidades e ganhos no metaverso