MARCAS e ESTILISTAS: Kenzo, um dos estilistas mais reverenciados no mundo

Fotos: Divulgação

Kenzo Takada (Himeji, Japão, 27 de fevereiro de 1939) é um estilista japonês, fundador da marca de perfumes, cosméticos e roupas Kenzo.


CARREIRA


O amor de Kenzo para a moda foi desenvolvida em uma idade precoce, sobretudo através da leitura de revistas de suas irmãs. Em breve ele freqüentou a Universidade de Kobe, onde se sentia entediado e finalmente retirou-se, contra a vontade da sua família. Em 1958, entrou para uma escola de moda, Bunka Fashion College de Tóquio, que tinha então apenas abertas suas portas para estudantes do sexo masculino.


Depois de ganhar o seu diploma, ele se estabeleceu em Paris em 1964. Ele estava tentando ganhar um lugar no meio da moda, assistir a espectáculos, fazendo contatos com a mídia e esboços de venda. Nos primeiros projetos Kenzo começou porque ele só podia dar ao luxo de comprar seus tecidos a partir de vendas de pulgas. Como resultado, Kenzo tinha que misturar muitos tecidos em negrito juntos para fazer uma peça de vestuário.


Frasco de perfume do Flower by Kenzo O sucesso de Kenzo começou em 1970: neste ano ele apresentou sua primeira exposição na Galeria Vivienne, sua primeira loja, Jungle Jap "foi aberto, e uma de suas modelos apareceram na capa da ELLE. Sua coleção foi apresentada em Nova Iorque e Tóquio em 1971. No ano seguinte, ganhou o Editor Fashion Club de prêmio do Japão. Kenzo mostrou seu senso de aparência dramática quando, em 1978 e 1979, ele realizou a sua mostra em uma tenda de circo, finalizando com atores vestidos com uniformes de amazonas transparentes e ele mesmo montando um elefante.


Sua coleção primeiros homens foi lançada em 1983. Em 1988, sua linha de perfumes da mulher começou com Kenzo de Kenzo (agora conhecido como Ça Sent Beau), Parfum d'été, Le monde est beau e L'eau par Kenzo. Kenzo pour Homme foi o seu primeiro perfume para homens (1991). Flower by Kenzo, lançado em 2000, desde então se tornou uma fragrância emblemática para a marca Kenzo Parfums. Em 2001, uma linha de cuidados, KenzoKI também foi lançado.


Desde 1993, a marca Kenzo é de propriedade da empresa francesa de artigos de luxo LVMH. Kenzo Takada anunciou sua aposentadoria em 1999, deixando seus auxiliares no comando de sua grife. Em 2005, ele reapareceu como um designer apresenta decoração "Gokan Kobo" ("oficina dos cinco sentidos"), uma marca de talheres, objetos de casa e mobiliário.

KENZO hoje é sinônimo de fragrâncias cobiçadas, aprisionadas em frascos simples e belos. Mas também, há mais de três décadas a grife é sinônimo de inovação e ousadia, aliando a tradição milenar japonesa às novas tendências da moda internacional. A mistura de padrões e estilos é a imagem da marca, que mistura idéias orientais e ocidentais, transformando modelos tradicionais em roupas contemporâneas e inovadoras.


A história

Moda “made in japan?”. Estranho. Mas foi isso que o renomado e famoso estilista Kenzo Takada, que nasceu na cidade de Himeji em 1939, fez. Formado em artes, iniciou sua carreira como estilista desenhando moldes para uma revista de Tóquio, depois de terminar seus estudos na renomada Bunka Fashion College. Em 1965, mudou-se para a cidade de Paris, onde pretendia passar somente seis meses para conhecer a moda e o estilo de vida dos franceses. Depois de cinco meses, queria ficar mais. Começou a procurar emprego e conseguiu mostrar seus desenhos para o costureiro Louis Féraud, estilista francês que tinha sua maison em Cannes e foi prestigiado por muitas estrelas do festival, e para a influente revista Elle. Eles acabaram comprando os desenhos e indicaram o caminho das pedras.

Em cinco dias, o jovem e talentoso estilista conseguiu trabalho, e no restante da década criou inúmeras coleções como freelancer. Nesse período, Kenzo só tinha dinheiro para comprar tecidos em brechós e a maioria do que conseguia eram retalhos. Como resultado Kenzo tinha de misturar muitos tecidos diferentes e ás vezes com estampas muito diversas para fazer uma peça. As estampas, coloridas, nasceram da necessidade de improvisação, mas acabaram se tornando uma de suas marcas registradas. Em 1970, o talentoso estilista resolveu alçar vôo solo, realizou seu primeiro desfile na Galeria Vivienne e logo depois inaugurou sua própria loja, chamada na época de Jungle Jap. O sucesso foi quase imediato, com um de seus modelos indo parar na capa da prestigiosa revista Elle, trazendo mais visibilidade para seu trabalho.


Rapidamente, se tornou conhecido e mudou o nome da loja para KENZO. Ele conquistou a França com um conceito inteiramente novo de moda: a recriação da figura humana de um modo até então não tentado, com novos volumes e proporções. Suas primeiras roupas, de algodão, foram muito populares e fizeram enorme sucesso. No ano seguinte, realizou desfiles em Nova York e Tóquio, iniciando assim seu reconhecimento internacional. Suas primeiras criações tinham evidentes referencias da vestimenta tradicional japonesa, o kimono, mas foi a amplitude de suas peças que atraiu mais atenção. Em 1972, a grife do estilista já estava estabelecida, conhecida inicialmente por seus modelos audaciosos, ou em extravagantes cores de cabúqui ou tons austeros.

Um mestre em misturar estampas e sobreposições, Kenzo produziu blusas, túnicas, batas, calças largas e roupas de veludo estampado em estilo japonês e deu especial atenção à malharia. Seu criativo tratamento de tendências em malha firmou sua posição como estilista de prêt-à-porter, injetando cor e novas proporções em modelos clássicos. As idéias e a influência de KENZO foram de longo alcance. Ele conseguiu com sucesso misturar idéias orientais e ocidentais, transformando modelos tradicionais em roupas inovadoras e contemporâneas.

Kenzo Takada entrou para a história da moda como um dos estilistas mais reverenciados - e copiados também. Inovador e criativo, ele era especialista em impressionar a todos com seus desfiles. Em 1977, apresentou sua coleção na inauguração da mítica boate Studio 54, em Nova York, com sua amiga Grace Jones cantando pela primeira vez em público. Dois anos depois, encerrou um desfile em Zurique (Suíça) montado em um elefante. A década de 80 foi uma época de consagração. Logo no início o estilista lançou sua primeira coleção masculina e inaugurou lojas em Saint Tropez, Lille, Bordeaux e Lyon, assim como em Londres, Milão, Copenhagen e Tóquio. Depois, quase no final da década, criou o primeiro perfume da marca, chamado Kenzo de Kenzo.


Em 1990 suas coleções foram expandidas, passando a contar com jeans, roupa infantil, produtos para decoração, óculos e outros produtos. O crescimento da marca chamou a atenção de grandes grupos. No ano de 1993 a marca KENZO, que a essa altura reunia coleções de roupas feminina, masculina e infantil, além de linha de perfumes, foi adquirida pelo poderoso grupo francês LVMH, proprietário de marcas luxuosas como Louis Vuitton, Moët et Chandon, Givenchy e TAG Heuer.

Em 1999 o estilista, às vésperas de completar 60 anos, se despediu das passarelas, deixando inúmeros discípulos no comando da marca. Em 2003, o italiano Antonio Marras assumiu o comando criativo da coleção feminina da KENZO, e nos anos seguintes, fez com que a grife renascesse, criando coleções modernas, mas sem deixar a essência de KENZO desaparecer. O resultado foi um enorme aumento em suas vendas, e, em 2008, ele assumiu o comando criativo de todas as linhas da grife.


A linha do tempo

1983

● Lançamento da primeira coleção masculina.

1986

● Lançamento de sua primeira coleção de roupas para adolescentes (KENZO JUNIOR).

● Lançamento de sua primeira coleção de jeans.

1987

● Lançamento da coleção de cama, mesa e banho.

● Lançamento de sua primeira coleção de roupas para crianças.

1988

● Lançamento do primeiro perfume da marca, chamado Kenzo by Kenzo.

1991

● Lançamento do primeiro perfume masculino, chamado Kenzo pour Homme.

1992

● Lançamento da linha KENZO MAISON composta por tecidos para decoração.

2000

● Lançamento do perfume feminino Flower by Kenzo, até hoje o mais vendido da marca (cerca de 6 milhões de unidades por ano), responsável por 45% do faturamento da Kenzo Parfums no mundo. Criado pelo perfumista da Firmenich, Alberto Morillas, a fragrância surgiu com o intuito de desenvolver um perfume único e atemporal.

2001

● Lançamento da KENZO KI, uma linha de tratamento inspirada numa filosofia milenar da Ásia. A prática do Ki visa o equilíbrio ideal de todas as energias que circulam em todos nós e em todo o universo. Esta harmonia profunda e autêntica nos conduz à conciliação do corpo e do espírito, à energia do zen. Todos os sentidos são despertados. Atualmente a linha concilia beleza com a harmonia do espírito através de quatro gamas de produtos que servem à todos os sentidos. Com essências naturais, que relaxam, à base do lotus branco; que energizam, com a folha do bambu; que causam euforia, como a flor do gengibre; e que despertam sensualidade, como o vapor do arroz.

2006

● Lançamento do perfume Kenzo Amour, uma criação modelada pelos tons amadeirados do patchouli, do bálsamo de benjoim do Sião, do âmbar e de incenso. A forma e a cor do frasco de ouro mate fazem uma alusão a uma oferenda que se revela na luz.

● Lançamento do perfume Flower By Kenzo versão Eau de Toillete, uma fragrância com menor concentração de óleos essenciais em sua fórmula o que a torna mais suave. Ideal para pessoas com alta sensibilidade olfativa e para o uso diário.

2008

● Lançamento do perfume 7.15 am in Bali, uma viagem olfativa pela ilha exótica repleta de praias paradisíacas marcada por notas doces, sensuais e gastronômicas, apresentadas pelos aromas da fruta do maracujá, de favas de baunilha e das flores de jasmim, a flor dos deuses na Indonésia.

● Para celebrar a abertura de sua nova loja conceito a algumas quadras da Via Montenapoleone, a marca lança uma edição limitada de pequenas bolsas, as chamadas Candy Box.

● Lançamento de uma coleção de móveis, tapetes e acessórios sob a marca KENZO MAISON.

● Lançamento do perfume masculino KENZO POWER, criado pelo perfumista Olivier Polge, tem uma flor como fonte de inspiração. Para criar a embalagem deste perfume, o designer Kenya Hara olhou para as antigas garrafas de saquê e desenhou uma que parece um cilindro de metal espelhado, com uma inscrição do nome do perfume na parte inferior.







Atenção !!!

Você de todo o Brasil, tem um evento especial e não sabe o que usar ?

Consultoria Grátis, Compras e Atendimento Online:






SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS






MAIS ACESSADAS NO SITE::

MODA: Manu Gavassi é a nova embaixadora de Vogue Eyewear

Tricot é tendência para 2022; saiba como usar e fazer looks arrasadores

Moda sustentável: Qual a importância dela na atualidade ?

Artistas e mundo da moda multiplicam possibilidades e ganhos no metaverso