Marcas e iniciativas para conhecer no Dia da água

A Oriba, marca paulista de roupas masculinas essenciais e básicas, nasceu com o objetivo de olhar para a responsabilidade socioambiental. Desde o ano passado a label fabrica 100% de suas camisetas com algodão orgânico, o que representa cerca de 12 milhões de litros de água economizados se comparado ao algodão convencional, que é 70% do algodão usado no mundo, no período de 12 meses. São aproximadamente 390 litros por camiseta convencional produzida.


 


 

Além disso, a label também possui o BETA JEANS; para a produção do tecido, a marca conta com automação para reduzir significativamente a quantidade de água utilizada, além de usar água originária da chuva. Todos os produtos da linha seguem critérios internacionais ZDHC (Zero Discharge of Hazardous Chemicals), que bane substâncias tóxicas ao meio ambiente, aos trabalhadores e aos consumidores. Após a sequência de procedimentos necessários para dar tonalidade aos tecidos, 98% da água passa por um tratamento feito por processos orgânicos biológicos que garantem a devolução da mesma ao meio ambiente e, ainda, uma melhoria de sua qualidade. Os 2% restantes, viram vapor no processo.


 

Maria Filó


 


 

A Maria Filó, marca carioca com DNA feminino e contemporâneo, definiu sua estratégia de sustentabilidade a partir de 3 ODS que entende estarem relacionados à sua cadeia produtiva e seu impacto -- os ODS 8, 10 e 12, que tratam sobre trabalho decente e crescimento econômico, redução das desigualdades e consumo e produção responsáveis, respectivamente. A label possui uma coleção chamada HERA, seu recorte sustentável, entretanto adota outras iniciativas para reforçar esse pilar; cada vez mais a Filó vem se propondo a encontrar matérias primas e processos que sejam mais responsáveis, como na associação com o movimento Sou de Algodão e na escolha pela produção de jeans eco friendly - reciclado e com redução de até 95% no consumo de água e de 90% no uso de químicos.

 

Tommy Hilfiger


 


 

Tommy Hilfiger, investe mais uma vez em sua linha de acessórios masculinos e apresenta dois novos modelos de relógio. Os lançamentos são parte da linha ecológica da Tommy Jeans, em parceria com a #TIDE OCEAN MATERIAL. Os modelos trazem pulseiras ecológicas produzidas a partir de plásticos recolhidos do oceano, cada relógio foi desenvolvido usando aproximadamente duas garrafas PET. "Esse lançamento representa a nossa persistência em trazer sempre algo novo em busca da sustentabilidade que deve ser o caminho das grandes marcas", afirma Paulo Matos, diretor geral Tommy Brasil.


 

Simple Organic

A Simple Organic, maior marca brasileira de cosméticos orgânicos, veganos, naturais, cruelty-free e sem gênero, está sempre buscando novas alternativas para diminuir o impacto ambiental e inovar em suas fórmulas. Por isso, embarca agora em um novo segmento, a linha capilar. Para essa nova gama de produtos, a marca conseguiu economizar 80% de água na produção dos shampoos e condicionadores.

A linha waterless quer levar o tratamento e hidratação aos fios de todos os brasileiros. A marca começa com três versões diferentes de shampoo (Balance, Control e All) e duas de condicionadores (Balance e All), todas em formato sólido, e sem embalagem plástica. Abraçando todos os tipos de cabelo. "Seguimos o nosso propósito de levar a beleza natural para o maior número de pessoas, com uma proposta de cosméticos mais ecológicos, além de podermos proporcionar uma experiência completa durante o banho", destaca a CEO e fundadora da Simple Organic, Patrícia Lima.


 

AMARO


 

A AMARO é uma marca de lifestyle comprometida com o futuro do varejo e do planeta. A marca de moda, beleza, bem-estar e casa atua ativamente contra as mudanças climáticas, assunto que é muito importante para suas consumidoras: em pesquisas, 64% delas têm o desejo de consumir de maneira mais sustentável.


 

A marca aplica processos mais sustentáveis e que diminuam a sua pegada ambiental em toda a cadeia, da escolha da matéria-prima à entrega final, com destaque para a linha jeans. 75% do jeans AMARO é produzido com diretrizes sustentáveis, ou seja, 50% menos água e 90% menos uso de produtos químicos. No mais, o emprego de energia solar e o destino da totalidade do algodão para a reciclagem tornam o processo ainda mais limpo. Ao todo, a empresa economiza 100 mil litros de água por ano com essas iniciativas.


 

Outra importante iniciativa de preservação de água é a exigência do uso da Demanda Química de Oxigênio (DQO) pelos nossos fornecedores, um indicador antipoluição para avaliar o efluente e melhorar a qualidade da água que retorna para a empresa gerenciadora, evitando danos às espécies aquáticas e a contaminação de lençóis freáticos.

AMARO escolhe parceiros e matérias-primas que, assim como nós, se preocupam com o futuro do planeta e estamos sempre pesquisando alternativas cada vez mais sustentáveis.


 

B.O.B

B.O.B é uma sigla para Bars Over Bottles, que em português significa Barras ao invés de Garrafas. Esse conceito fala diretamente sobre reduzir a poluição plástica no mundo, que é um dos maiores desafios ambientais da atualidade, além de adotar um estilo de consumo mais consciente. Isso tudo só é possível graças ao conceito waterless que retira a água da produção e permite que a fórmula seja mais limpa, e dispense o uso de plástico descartável. Além disso, todo portfólio é vegano e sem crueldade animal. A B.O.B pensa em cada etapa do autocuidado, garantindo que tudo o que usamos e devolvemos para a natureza não prejudique o nosso Planeta. Em pouco tempo ela se tornou uma referência de inovação na indústria da beleza no Brasil ao desenvolver cosméticos mais conscientes.


 

TROC


 

A TROC, plataforma de second hand fundada por Luanna Toniolo Domakoski, é hoje no Brasil, uma das principais plataformas existentes que fomentam a moda circular.

Com o propósito de desmistificar os preconceitos relacionados ao consumo de roupas de segunda mão, a TROC, que conta com Dudu Bertholini como diretor criativo, possui um processo de garimpagem bem seletivo e está sempre em busca de novas alternativas que possam reforçar a sustentabilidade, um dos principais pilares da marca.

Carregando a ideia de que "A roupa mais sustentável é a que já existe", desde o surgimento da TROC, a plataforma já conseguiu reunir números significativos que impactam positivamente o meio ambiente como, 721,9 milhões de litros de água economizados, 133,7 toneladas de roupas a menos em aterros sanitários, 935,9 toneladas de CO2 a menos na atmosfera do planeta, 16 milhões de pessoas impactadas pela moda circular, e 28 mil peças doadas para ONG's parceiras da plataforma.

Os números expostos pela marca mostram nitidamente a importância existente no modo de consumo e, como o uso de roupas de segunda mão pode contribuir para a preservação dos recursos naturais.



MAIS ACESSADAS NO SITE::

Moda sustentável: Qual a importância dela na atualidade ?

Marrom é o novo preto: cor é tendência no outono-inverno

Mais moderna e descontraída, Marisa apresenta nova coleção de jeans

Além das tendências de moda: peças clássicas ajudam a montar looks modernos

Artistas e mundo da moda multiplicam possibilidades e ganhos no metaverso