Tendência para cores em 2022 aponta preferência por verde, coral, violeta e rosa pálidos

AFP

A plataforma Shutterstock, uma das maiores bibliotecas em conteúdo de imagens, vídeos e músicas do mundo, mostra a tendência de cores que serão mais utilizadas a cada ano pelas artes visuais, de acordo com a preferência de designers e público. A partir de pelo menos 200 milhões de downloads, que são examinados pixel a pixel, a Inteligência Artificial mostra cores que crescem em utilização, como favoritas. É assim que são obtidas as respostas, como o MediaTalks constatou. E para 2022, quando se espera ao menos que o pior da pandemia tenha passado, as cores parecem refletir cautela. O caminho irá pela suavidade, pelas tonalidades discretas. Nada de brilhos. Apenas a simplicidade do verde, coral, violeta e rosa. Aliás, o rosa-pálido (código #FFC0CB na escala de ilustradores) é apontado como a cor do Brasil, para 2022.


Se a tendência é pelo desejo da sensação de calma, fogueiras seguem acesas no Brasil e no mundo, e parece difícil esse relaxamento em busca de equilíbrio — seja por eleições aqui, quando a temperatura deverá estar bem alta, acionada por haters, seja por figuras como Joe Biden, Vladimir Putin, Xi Jinping, Kim Jong-um, que adoram brincar de meter o dedo no botão vermelho, ameaçando explodir o planeta.


Mas o que dizem as cores? O verde, que deve seguir mandando nas peças publicitárias pela medição da clicagem nas redes, remete a ações ambientais, alimentação saudável, qualidade de vida – a saúde, no resumo da cromoterapia. A Shutterstock detectou aumento de 1.396% na procura de fotos do alto de montanhas. As variações aparecem em esmeralda, jade, limão e menta.


Coral, que passaria vibração, no detectado #E9967A, quase um pêssego desbotado, é confortável. Acalma, na combinando amarelo e rosa pálido em contraste com azul celeste. Na tonalidade #800080, chama atenção pelo fascínio discreto. Dá um toque de luxo e confiança e cria elegância no contraste com o verde. Na cromoterapia, é uma cor de cura de alma, quase mágica. O rosa pacífico (#DB7093), aquele do algodão doce, mostra uma “vitalidade tranqüila”. De acordo com a Shutterstock, o rosa choque esfriou para dar lugar ao tom sutil, que lembra: é preciso parar para sentir o perfume das rosas. No contraste com azul petróleo, a imagem que vem à mente é de pôr-do-sol no mar.


Em tempo: se alguém por aqui está se perguntando de onde vêm tantas cores, “quando tudo é azul, vermelho, verde ou amarelo – no máximo!”, um estudo do Brooklyn College de Nova York já mostrou que o cérebro de homens e mulheres processam as cores de forma diferente. Para eles é mesmo mais difícil distinguir sutilezas nos tons das cores (e, ao mesmo tempo, mais fácil perceber detalhes ou objetos em movimento rápido…).



Fonte: Isto É

MAIS ACESSADAS NO SITE::

Moda sustentável: Qual a importância dela na atualidade ?

Marrom é o novo preto: cor é tendência no outono-inverno

Mais moderna e descontraída, Marisa apresenta nova coleção de jeans

Além das tendências de moda: peças clássicas ajudam a montar looks modernos

Artistas e mundo da moda multiplicam possibilidades e ganhos no metaverso