Uma das apostas do verão, o crochê está com tudo. Pode apostar!


Nas passarelas ao redor do mundo e nas praias do Brasil, as roupas e os acessórios feitos com a técnica artesanal são a aposta do verão.

(crédito: Paul & Joe/Reprodução)


Na contramão da moda fast fashion, que preza por uma produção de roupas em massa e resulta em consumo acelerado com constante descarte de peças, a produção de itens em pequena e média escalas torna-se uma alternativa socioambiental mais sustentável no mundo fashion. Nesse modelo, entram as peças de crochê.


Geralmente feitas sob demanda, as peças utilizam uma técnica exclusivamente manual, impossível de se reproduzir por máquina. E na temporada mais quente do ano, as roupas e os acessórios de crochê prometem ser os queridinhos de quem busca um visual fresco, colorido e estiloso.


Ao pensar em crochê talvez você lembre de uma avó, tia ou vizinha que fazia tapetes, jogos de cozinha e outros acessórios para casa com barbante cru. Mas, em 2021, as peças aparecem com uma cara nova. O resgate de técnicas manuais durante a quarentena fez essa arte tradicional viralizar nas redes sociais entre um público mais jovem e se tornar um dos artesanatos preferidos até das grandes grifes.


A estilista ítalo-brasileira Anne Garcia conta que a tendência é de roupas cada vez mais coloridas: "Os tons que estão aparecendo são bem fortes e vivos. Tenho visto muito azul, laranja e pink. Mas as peças não precisam ser monocromáticas, as cores podem se misturar na trama do crochê".


E a dica de Anne para aproveitar essa moda é não ter medo de experimentar com as diferentes possibilidades de cores, peças e acessórios. "Existem os looks mais românticos, por exemplo se a mulher quiser sair à noite com um vestido todo de crochê em cor pastel. Se a ideia é um look mais casual, que lembre os anos 1970, deve-se usar as peças multicoloridas. Existem até alguns pijamas feitos em crochê que são superconfortáveis e podem ser usados também fora de casa", indica a estilista.


De geração


Mesmo com tanta novidade, o crochê não deixa de ser uma arte passada de geração em geração, rodeada de memórias afetivas. Representa o trabalho artesanal, cada vez mais valorizado no mundo da moda.


Luiza Couto, cofundadora da marca Meu Crushê, conta que aprendeu a técnica quando criança, observando uma tia, mas só transformou o hobby em empreendimento no ano passado, ao lado de uma amiga. Para ela, o crochê é uma opção de hobby muito interessante para os que querem relaxar de maneira saudável e desacelerada, produzindo uma peça que será útil quando finalizada.


"E o crochê vai com tudo para o verão. Não só nas roupas, mas também em brincos, colares... Talvez, nessa parte, o hobby seja ainda mais interessante porque os acessórios são feitos de forma mais rápida. Qualquer um consegue fazer em um instante e existem possibilidades muito divertidas", ensina Luiza. Além disso, os tutoriais podem ser encontrados ainda mais facilmente agora na internet, já que a técnica de artesanato viralizou nas redes sociais entre o público jovem.


Como combinar?


Para quem se interessou e deseja aderir a essa tendência, pode criar looks mais frescos combinando peças de crochê e peças de linho ou então investindo em conjuntos de short e top, ambos de crochê. Um modo mais casual de misturar as peças artesanais com o restante do guarda roupa é usar blusas combinadas com calças ou short jeans. Em geral, não tem mistério: o importante é adaptar ao seu estilo e se divertir com a tendência.




MAIS ACESSADAS NO SITE::

Moda sustentável: Qual a importância dela na atualidade ?

Marrom é o novo preto: cor é tendência no outono-inverno

Mais moderna e descontraída, Marisa apresenta nova coleção de jeans

Artistas e mundo da moda multiplicam possibilidades e ganhos no metaverso